Total de visualizações de página

domingo, 27 de julho de 2014

Nós sabemos

.
Que você gosta de joguinhos,
Que os sentimentos alheios não importam muito para ti,
E que muitas vezes, você consegue enganar as pessoas.
.
Você conta estórias de um coração machucado,
E todos acreditam que é o seu,
Mas você só está contando mais um de seus feitos,
Porque você se vangloria pelas feridas que espalha por aí.
.
Mas nós sabemos,
Que existe um vazio dentro de ti,
Que você está tentando fugir dele,
Ou se convencer que ele não existe.
.
Não, nós não sentimos pena de você,
Não existe justificativa aceitável para machucar os outros,
Mas esperamos que um dia você resolva aceitar a realidade,
E buscar por aquilo que vai realmente te fazer feliz.

Autor: Kesso Silvestre

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Hora de se arriscar


E meu coração já aguentou tanto,
Já disse não tantas vezes,
Que agora quer se arriscar,
Apesar do medo do desconhecido,
Da alta possibilidade de não se importarem com ele.
.
Ele cansou de se cuidar,
Agora quer os cuidados de outra pessoa,
Apesar de saber da dificuldade de encontrar alguém que queira isso,
Ele agora acha que vale a pena o risco....

.
E eu estou entregue aos seus comandos,
Como um brinquedo pronto pra ser quebrado,
Apenas sem saber o momento que isso vai acontecer,
Ou quem irá o faze-lo.
Mas quem sabe dessa vez, pela primeira vez, não confundam meu coração com um brinquedo.
 
Autor: Kesso Silvestre

sábado, 19 de julho de 2014

Me defina

.Da forma que achar melhor,
Com palavras odiosas ou não,
Do jeito que achar que pode,
Mas não se zangue se eu não me importar,
Se eu não te definir.
.
Eu não vou fugir de sua opinião,
Nem vou tentar mudar seu pensamento,...
Você tem voz, quem sou eu para tentar calá-la?
Sou apenas mais um errante,
Tentando encontrar sempre uma forma melhor de felicidade.
.
Então, só posso te pedir,
Não perca tanto tempo comigo,
Eu não sou tão merecedor de sua opinião,
Não sou tão importante para você deixar de viver sua vida,
Talvez existam tantas oportunidades te esperando na porta de sua casa,
E você insiste em não ouvir a campainha tocando


Autor: Kesso Silvestre

domingo, 13 de julho de 2014

Para o melhor



E eu vou encontrar meu lugar,
E melhor, vou saber ficar nele,
Reconhecer que sou para mim,
E o que significo para alguns outros.
.
Vou aprender a partir,
Quando ver que preciso ficar impondo minha presença,
Vou aprender a ficar,
Quando ver que alguém sentiria minha falta se eu partisse.
.
Não quero nada que seja obrigado,
Nada que seja feito por pena ou sentimento parecido,
Quero apenas aquilo que posso ter,
Sentir apenas aquilo que mereço sentir.
.
Vou me doar ao máximo até quando achar que é necessário,
Quando perceber que alguém faz pouco caso disso,
Apenas sairei e não mais voltarei,
Alguns sofrimentos, são desnecessários, as vezes inevitáveis, mas desnecessários.

Autor: Kesso Silvestre

domingo, 6 de julho de 2014

Sociedade?



Sou cheio de coisas que não posso fazer,
Sou cheio de coisas que sou impedido de querer,
Sou cheio de coisas que sou obrigado a dizer,
Só para ser assim, igual a você.
.
Mas para alguns, ser igual não é bom o bastante para viver,
Ser igual é chato, dar tédio só em dizer,
Mas quem vai contra isso, é taxado de coisas ruins,
Pobre mente humana, está aprisionando em um pensamento único,
Aquilo que ela não se permite conhecer.
.
Então vamos vivendo assim,
Conforme as aparências da sociedade,
Tentando enganar a nós mesmo,
Que todos realmente praticam a bondade,
Julgam atos que vão de contra os seus,
E se sentem a vontade, para bradar em tom alto e esclarecedor,
Que somos o futuro da humanidade.

Autor: Kesso Silvestre

domingo, 29 de junho de 2014

Cuidado com quem tu afasta



As vezes as pessoas não compreendem,
O quanto a gente gosta delas,
E brincam, magoam.
Nos afastam da pior forma possível.
.
Quando percebem que estão nos perdendo,
Tentam recuperar,
Mas sentimentos não são tão fáceis de serem mudados,
Ações não são fáceis de serem esquecidas,
Feridas não são facilmente cicatrizadas.
.
Depois que o sentimento muda ou acaba,
Palavras bonitas são descartáveis,
Ações temporárias são desnecessárias,
Ninguém vai e depois volta para encontrar o que deixou,
Então, observa o que faz,
Repara em quem tu afasta com teus atos,
Para depois não se encontrar só,
Contando histórias de um passado,
Em que alguém te amou e você não valorizou.

Autor: Kesso Silvestre

Inseguranças x felicidade



Eu estou negociando com minhas inseguranças,
Para trilhar caminhos mais felizes,
Sem a necessidade excessiva de outros.
.
Não que eu queira caminhar sozinho,
Mas que as pessoas que queiram sair,
Que saiam, sem que eu me perca,
Sem que eu me desfaça dos meus sonhos.
.
Enquanto não aprender a aproveitar minha própria companhia,
Sempre meu sorriso vai depender da presença de outros,
E isso, quando colocado como o principal motivo,
Sempre te faz se machucar com coisas bobas.
.
É preciso primeiro aprender a ficar sozinho,
Para depois trazer alguém para tua vida.

Autor: Kesso Silvestre

Not a bad thing



E quando você se distancia,
E eu digo que sinto tua falta,
Você não acredita,...
Mas quando as pessoas dizem que estou por aí sorrindo,
Você se ofende.
.
Não ache que é uma má decisão ficar ao meu lado,
Posso te provar que sou capaz de te fazer feliz,
Que realmente quero cuidar de ti,
Mas não posso te obrigar a querer isso,
Cada um tem a liberdade de escolher o que quer,
E de arcar com as consequências de suas escolhas,
Sendo elas boas ou ruins.
.
Então, decide se sou eu que você quer,
Não posso te esperar por toda minha vida,
Também tenho a vontade de ser feliz,
Também mereço isso.
.
Quando decidi, me liga, ainda posso está aqui.


Autor: Kesso Silvestre

terça-feira, 17 de junho de 2014

Não adianta insistir


E se não existe amor, não adianta insistir.
Se não existe a vontade de dar atenção, não adianta ficar procurando.
.
Chega uma hora que você cansa,
De ficar tentando ver amor onde não existe,
Chega uma hora que o caminho doloroso e solitário,
É o que deve ser trilhado.
.
Chega de tanta insistência,
Chega de tanto malabarismo só pra te ter ao meu lado,
Eu nunca quis ser chato,
Nunca quis te obrigar a nada,
E agora fico correndo atrás,
Como um cachorrinho a espera de um pouco de carinho,
Isso não é para mim, não devia ser.
.
.
Então, agora vou indo,
Talvez exista alguém por aí,
Que mereça tudo que sou capaz de sentir.
E não faça disso um tanto faz.

Autor: Kesso Silvestre